Pular para o conteúdo principal

MÃE DE BRITTANY MURPHY CONTESTA INFORMAÇÕES DADAS PELO PAI DA ATRIZ


Logo a maravilhosa Brittany Murphy tinha que falecer, logo a nossa linda gatinha... Pois agora a tragédia dessa doce atriz está provocando uma polêmica séria entre seus pais, Sharon Murphy e Angelo Bertolotti, que se divorciaram quando Brittany não havia completado dois anos de idade.

Sharon Murphy contesta as conclusões dadas por Angelo, de que Brittany teria sido assassinada devido à presença de metais pesados em amostras de cabelo da atriz colhidas para exame em laboratório escolhido pelo pai dela.

Em carta divulgada pelo portal de entretenimento The Hollywood Reporter,, Sharon Murphy reafirmou que ela criou Brittany sozinha, e o convívio das duas era inseparável até mesmo durante os dois tratamentos contra o câncer de mama que Sharon teve, na época em que sua filha decidiu começar sua carreira de atriz.

Sharon acusa o ex-marido de se autopromover às custas da morte da filha, e se queixou de que, nos raros encontros de Angelo com a filha, ele estava acompanhado do fotógrafo de ocasião, para fazer publicidade. Sharon se queixa também que Angelo quase nunca se empenhou de ver a filha ao longo de sua vida e mesmo nos últimos três anos de vida de Brittany.

A mãe de Brittany explica também que um exame como o de um fio de cabelo pode apresentar resultados diferentes, podendo ser afetado por diferentes fatores: tintura e spray para cabelo, remédios sob prescrição médica, alimentos, eventual uso de cigarro e fatores ambientais.

"O laboratório a que Angelo recorreu, se é que pode se chamar de laboratório, é um sítio de Internet que refez o teste real e, em seguida, escreveu horrivelmente coisas falsas, sob o pretexto de "análise". Ele mencionou veneno de rato como uma possível causa e alegou ser capaz de dizer que uma terceira pessoa matou minha amada filha", desabafou Sharon.

"Ainda mais mencionar que os metais pesados ​​que foram listados em seu teste estão em veneno de rato, levando a artigos que sugerem que Brittany ingerido ou algo parecido, é um absurdo. Se tivesse, você não acha que teria aparecido no teste do legista do seu sangue e do tecido? Um especialista respeitável irá dizer-lhe que o que fez este laboratório é uma violação ética da mais alta ordem, até mesmo fingir ser capaz de tirar tais conclusões em evidências duvidosas é o crime real", acrescentou Sharon.

A mãe de Brittany ainda acusou Angelo e a jornalista Judy Davis de se autopromoverem com o caso, envolvidos em livro e documentário sobre a tragédia que vitimou a jovem atriz. "Eu só posso imaginar o horror que seria naquele livro e documentário, com base no que foi dito em trabalhos anteriores de Davis, The Terror Within. Davis e Angelo ter dito mentiras descaradas, a fim de promover seus produtos, associando falsamente a minha filha e meu genro (o roteirista Simon Monjack) em sua história", disse.

Sharon ainda acusou Judy Davis de não conhecer bem a vida de Brittany e nunca teve um encontro com ela quando viva. A mãe da atriz acrescentou ainda que ela nunca foi procurada por Judy e que esta nem sequer entrou em contato com o agente da atriz, só baseando suas informações numa única carta obtida de uma antiga agência de talentos que tinha Britt como contratada.

"Angelo e (Judy) Davis irão fazer o que fizerem, mas eu não ficarei muito tempo em silêncio. Tenho que falar a verdade. Eu quero que a minha Brittany seja lembrada como a pessoa querida que ela era, pelo talento gigante que ela mostrou ao mundo (que ela deixou em seus filmes e aparições de TV) e pelas amizades e relacionamentos amorosos que realmente faziam parte de sua vida", conclui Sharon.

Portanto, a situação ainda está cada vez mais complicada. E tudo isso porque perdemos nossa querida, adorável e talentosa Brittany. Ai, ai...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FILHA DE MÁRCIA CABRITA NÃO TEVE A SORTE DE BRITTANY MURPHY

Ontem, 10 de novembro de 2017, mesmo dia do aniversário de 40 anos de nascimento de Brittany Murphy, a atriz brasileira Márcia Cabrita, também famosa por papéis cômicos, faleceu, perdendo a batalha contra um câncer no ovário, doença diagnosticada em 2010 (a essas alturas Britt já era falecida).

Com o falecimento de Márcia, sua filha Manuela Parente, não teve a sorte de Brittany, pois a adolescente brasileira acabou perdendo a mãe, ameaça da qual a atriz estadunidense foi poupada. Sabe-se que, entre 1990 e 1992, Sharon Murphy sofreu câncer de mama, com alto risco de falecimento, mas sobreviveu.

A exemplo de Sharon, Márcia Cabrita estava solteira, embora seu divórcio com o psicanalista Ricardo Parente tinha sido bastante amigável. Márcia e Ricardo foram casados entre 2000 e 2004, e continuaram amigos desde então. Ricardo compareceu ao velório da ex-mulher, hoje de manhã, em Niterói, terra natal da atriz, famosa por produções como o seriado Sai de Baixo e sua última novela, Novo Mundo, …

ATRIZ DE RIVERDALE É COMPARADA A BRITTANY MURPHY

O portal Teen.Com fez uma lista dos atores do seriado juvenil Riverdale - um seriado de drama com personagens criados pela Archie Comics - , produzido pelo canal CW, da Warner, e comparou uma das atrizes, Lili Reinhart, que faz a Betty Cooper (a loura da turma do Archie), com Brittany Murphy, por causa da semelhança.

Consideramos que as semelhanças sejam muito leves, mas insuficientes para tamanha comparação. Tentamos usar uma outra foto da Brittany Murphy, com uma expressão facial mais parecida, para tentar reforçar a comparação.


A semelhança melhora um pouco, talvez até sugerindo que Lili pudesse interpretar Brittany numa possível nova cinebiografia. Mesmo assim, as semelhanças continuam leves.


O que notamos, todavia, é que Lili Reinhart é muito mais parecida com outra Brittany, a Brittany Snow, não apenas pelos olhos claros, mas pelo formato facial bem mais próximo. Se bem que Brittany Snow também já foi comparada com Brittany Murphy. E o mesmo prenome chamou muito a atenção.

TERMO "PATRICINHA" TEVE ORIGEM EM SOCIALITE BRASILEIRA

O termo "patricinha", que os fãs de Brittany Murphy conhecem pela denominação brasileira dada ao filme de título "seco", Clueless (traduzido do inglês, "sem pistas"), que virou As Patricinhas de Beverly Hills, teve sua origem revelada.

A expressão corresponde ao tipo de garota bem nascida, consumista, fanática por moda, de comportamento ingênuo e intelectualmente duvidoso. Algo como uma jovem dondoca, muitas vezes muito bonita, mas inacessível pelo seu tipo aristocrático.

A revelação se deu no livro Enquanto Houver Champanhe, Há Esperança, que o jornalista Joaquim Ferreira dos Santos, famoso por seus livros memorialistas, como 1958 - O Ano Que Não Devia Terminar (1997), dedica à biografia do colunista social Zózimo Barroso do Amaral.

O termo surgiu da socialite Patrícia Leal, trineta do conde Modesto Leal, que havia sido um dos homens mais ricos do período da República Velha (1889-1930). Patrícia se destacou nas colunas sociais da década de 1990 e, ex-na…