Pular para o conteúdo principal

COLEGA DE BRITTANY MURPHY EM HAPPY FEET, ROBIN WILLIAMS É ENCONTRADO MORTO


Robin Williams, um dos maiores atores dos EUA, foi encontrado morto pela polícia de Tiburon, na Califórnia, EUA. Conhecido por papéis diversos, da comédia ao drama, como A Sociedade dos Poetas Mortos, Bom Dia Vietnã e Gênio Indomável, Robin lutava contra o vício de drogas e álcool e já havia entrado mais uma vez numa clínica de reabilitação, depois de várias tentativas.

Segundo relatos da polícia, Robin teria cometido suicídio por asfixia. Ele também parecia sofrer de depressão. Tinha 63 anos e vivia com sua esposa Susan Schneider, que fez o seguinte comunicado para a imprensa:

"Perdi meu marido e meu melhor amigo, e o mundo perdeu um de seus mais queridos artistas e belos seres humanos. Eu estou totalmente inconsolável. Em nome da família de Robin, pedimos privacidade durante esse período de profunda tristeza. Nossa esperança é que o foco não seja a morte de Robin, mas os inúmeros momentos de alegria e riso que ele deu a milhões de pessoas".

A morte de Robin evidentemente refletirá em muitíssimas declarações de famosos que trabalharam com ele, tamanho era seu carisma, sua força individual, seu talento grandioso e sua personalidade admirável, mesmo com esses defeitos de uso de drogas e álcool.

AMOROSO (LOVELACE) FOI UM DOS PERSONAGENS DUBLADOS POR ROBIN WILLIAMS NOS DOIS FILMES DE HAPPY FEET.

Robin Williams fez parte dos dois filmes de animação Happy Feet e Happy Feet 2. O que significa que ele foi colega de Brittany Murphy no primeiro destes dois. Curiosamente, ele começou a carreira de ator no mesmo ano em que a atriz nasceu, 1977.

Em ambas as produções, Robin fez as vozes dos personagens Amoroso (Lovelace, no original) e Ramon, e, como sempre, Robin roubava a cena, com sua grande desenvoltura, principalmente no jeito enérgico e folgazão de Amoroso.

Fica aqui a nossa gratidão por essa carreira bastante produtiva de um grande ator, que fará muita falta.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FILHA DE MÁRCIA CABRITA NÃO TEVE A SORTE DE BRITTANY MURPHY

Ontem, 10 de novembro de 2017, mesmo dia do aniversário de 40 anos de nascimento de Brittany Murphy, a atriz brasileira Márcia Cabrita, também famosa por papéis cômicos, faleceu, perdendo a batalha contra um câncer no ovário, doença diagnosticada em 2010 (a essas alturas Britt já era falecida).

Com o falecimento de Márcia, sua filha Manuela Parente, não teve a sorte de Brittany, pois a adolescente brasileira acabou perdendo a mãe, ameaça da qual a atriz estadunidense foi poupada. Sabe-se que, entre 1990 e 1992, Sharon Murphy sofreu câncer de mama, com alto risco de falecimento, mas sobreviveu.

A exemplo de Sharon, Márcia Cabrita estava solteira, embora seu divórcio com o psicanalista Ricardo Parente tinha sido bastante amigável. Márcia e Ricardo foram casados entre 2000 e 2004, e continuaram amigos desde então. Ricardo compareceu ao velório da ex-mulher, hoje de manhã, em Niterói, terra natal da atriz, famosa por produções como o seriado Sai de Baixo e sua última novela, Novo Mundo, …

TERMO "PATRICINHA" TEVE ORIGEM EM SOCIALITE BRASILEIRA

O termo "patricinha", que os fãs de Brittany Murphy conhecem pela denominação brasileira dada ao filme de título "seco", Clueless (traduzido do inglês, "sem pistas"), que virou As Patricinhas de Beverly Hills, teve sua origem revelada.

A expressão corresponde ao tipo de garota bem nascida, consumista, fanática por moda, de comportamento ingênuo e intelectualmente duvidoso. Algo como uma jovem dondoca, muitas vezes muito bonita, mas inacessível pelo seu tipo aristocrático.

A revelação se deu no livro Enquanto Houver Champanhe, Há Esperança, que o jornalista Joaquim Ferreira dos Santos, famoso por seus livros memorialistas, como 1958 - O Ano Que Não Devia Terminar (1997), dedica à biografia do colunista social Zózimo Barroso do Amaral.

O termo surgiu da socialite Patrícia Leal, trineta do conde Modesto Leal, que havia sido um dos homens mais ricos do período da República Velha (1889-1930). Patrícia se destacou nas colunas sociais da década de 1990 e, ex-na…

BRITTANY MURPHY NA PREMIERE DE 'CLUBE DAS BABÁS'

Aqui vemos Brittany Murphy, em 1995, ano de seu primeiro grande sucesso As Patricinhas de Beverly Hills (Clueless), na premiére de um filme no qual não participou, mas igualmente uma comédia juvenil, O Clube das Babás (The Babysitters Club).
No filme, o destaque do elenco é o ator e cineasta Bruce Davison, que esteve em três filmes com Britt: Jogada de Verão (Summer Catch), de 2001, A Garota Morta (The Dead Girl), de 2006, e Megafault, de 2009.
Outra curiosidade é que um dos atores de Clube das Babás, Aaron Michael Metchik, foi um dos protagonistas do seriado The Torkelsons, cuja temporada de 1993, rebatizada Almost Home, teve Brittany no elenco.
Aqui vemos uma foto com Britt no lançamento do filme e a capa da edição em DVD da referida produção.