ANTES DE BRITTANY MURPHY, GEORGE MICHAEL ENCAROU "SOMEBODY TO LOVE"


14 anos antes de Brittany Murphy gravar "Somebody to Love", do Queen - o que nos faz supor como seria se Britt virasse vocalista de temporada do tributo ao Queen comandado por Brian May e Roger Taylor - , o cantor britânico George Michael, falecido ontem, com apenas 53 anos, realizou em 1992 a tarefa quando realizou a turnê com os músicos da antiga banda, que havia perdido o vocalista Freddie Mercury, um ano antes.

Havia um grande ceticismo quanto à carreira de George Michael, que começou como ídolo teen ao lado do parceiro Andrew Ridgeley, com o qual fez o projeto Wham!. A dupla se consagrou pelo sucesso "Wake Me Up Before You Go-Go", de 1984. Curiosamente, a música foi gravada pela dupla, mas a composição é só de George, posto que "Careless Whisper", gravada apenas pelo cantor, é co-autoria dele com Ridgeley.

George se esforçou para superar a imagem de ídolo adolescente. Para muitos, ele parecia pretensioso, mas ele deu conta do recado ao longo dos anos, provando seu talento através de canções como a soul "Freedom 90", que dominou as pistas e paradas de sucesso em 1990, e, mais tarde, gravou baladas como "Jesus to a Child" e o dueto com o amigo Elton John, cantando juntos a música deste, "Don't Let The Sun Go Down on Me", da famosa lavra do pianista inglês com o letrista Bernie Taupin.

Ao longo da carreira, George Michael tornou-se um ícone do pop adulto, e se tornou bastante admirado por suas composições simples e pelo poder de palco. Quanto a "Somebody to Love", George achou a interpretação muito difícil, mas ele tentou à sua maneira, sem se prender ao estilo de Freddie Mercury. O resultado impressionou os remanescentes do Queen.

Num dos vídeos do ensaio de George Michael para o tributo a Freddie Mercury, via-se, entre os presentes, outro falecido de 2016, o também britânico David Bowie, co-autor e intérprete do dueto com o Queen, a música "Under Pressure", gravada em 1981.

George Michael tinha uma atividade filantrópica que mantinha sem alarde, doando grandes somas de dinheiro para projetos assistenciais. Homossexual, havia sofrido depressão quando um antigo namorado brasileiro, o estilista Anselmo Feleppa, morreu de AIDS em 1995. Consta-se que a depressão o levou às drogas.

Anos atrás, George Michael parecia doente e frágil. Estava tentando se recuperar do vício, e estava recentemente namorando outro homem, o cabeleireiro Fadi Fawaz, que o encontrou morto - cujo motivo depois revelado foi insuficiência cardíaca - em casa, em Oxfordshire, Inglaterra, no próprio Natal de 2016.

"Este é um Natal do qual eu nunca vou esquecer. Encontrar seu parceiro morto pacificamente na cama logo de manhã. Eu nunca vou deixar de sentir sua falta", escreveu Fawaz. George Michael lançou seu último disco, o ao vivo Symphonica, em 2014. Ele trabalharia um novo disco com o produtor Naughty Boy.

Comentários